• Blog Stats

    • 315,379 hits
  • a

  • Metadados

Amaciamento

Olá pessoal,

Traduzi uma parte do manual do motor do NTC3+, o Associated .15, principalmente no tocante a regulagem das agulhas de alta, baixa e ponto-morto, bem como o amaciamento.

Introdução

Antes de começar a amaciar o motor, é bom ter um medidor de temperatura pra saber se o motor estará trabalhando na faixa ideal indicada pelo fabricante, como também algumas velas sobressalentes.

A chave para amaciar o motor é a paciência. Durante o processo, seu motor pode apresentar problemas como engasgar, performace inconsistente, morrer, e queimar algumas velas. Não desista. Essas são algumas coisas que você deve encarar durante o processo. Apenas, mantenha o carro ligado, acelerando e desacelerando de modo bem suave. Acelerações abruptas, aquelas "rasgadas", ou freiadas bruscas podem fazer o motor morrer. Logo após o amaciamento sua paciência vai ser recompensada com um motor que funcionará muito bem.

Durante o amaciamento, use o combustível com o mesmo percentual de nitro que você pretende usar todos os dias. O nível de performace do motor será limitado pela mistura ’rica’ de combustível que será usada durante o processo de amaciamento. Após o motor estar amaciado, a mistura poderá ser ’empobrecida’ ou ’emagrecida’ e a velocidade e aceleração aumentarão. Devido a mistura rica e o desgaste das partes novas do motor, alguns depósitos se formarão na vela, fazendo com que ela falhe. Portanto, prepare-se para trocar a vela durante o amaciamento, e certamente quando o motor estiver amaciado e a mistura for emagrecida.

ENTENDENDO OS TERMOS MISTURA "RICA" E "MAGRA"
Seu carburador tem parafusos que regulam o quanto de ar e de combustível entram no motor, ou seja, a mistura ar/combustivel. Considera-se essa mistura ’rica’ quando se tem muito combustível para pouco ar, e ’magra’ quando não se tem uma quantidade suficiente de combustível para a quantidade de ar que esta entrando.

Quando a mistura está muito rica, a performace será lenta (um sintoma disso é a quantidade excessiva de fumaça saindo pela pipa). Também, aumenta-se as chances de se queimar a vela quando a mistura está muito rica.

Quando a mistura está muito magra, não se tem a quantidade suficiente de combustível para resfriar e lubrificar os componentes internos do motor (lembre-se que tem óleo junto do combustível) sendo quase certo você danificar o motor ou queimar a vela.

Virando o parafuso da mistura de alta velocidade no sentido horário, ou seja ’apertando’ o parafuso, emagrece-se a mistura ar/comb. Isso portanto irá diminuir a quantidade de combustível para a quantidade de ar. Girando no sentido anti-horário, enriquece-se a mistura, aumentando a quantidade de combustível para a quantidade de ar.

ATENÇAO: Enquanto você pilota o carro, o motor pode morrer devido ao superaquecimento do motor, nessa situação, danos irreparáveis já podem ter ocorrido com o motor. O superaquecimento é causado por uma das seguintes condições:

* mistura do combustível muito magra;
* fuga de ar ao redor do carburador;
* ausência de filtro de ar;
* percentagem de nitro muito alta no combustível;
* óleo incorreto no combustível;
* má qualidade do combustível;
* combustível sujo ou contaminado; e
* carga excessiva no motor.

A vida-útil de seu motor sera encurtada se qualquer uma das condições acima ocorrerem por um período longo de tempo.

Durante o primeiro ao quarto tanque de combustível gasto no amaciamento, observe atentamente a presença de sinais de superaquecimento, dentre eles:

* Fumaça ou névoa saindo pela superfície do motor;
* Engasgando durante a aceleração em alta velocidade, como se estivesse acabando o combustível no carro;
* Barulho ao reduzir a velocidade; e
* Quando parado e motor ligado, o motor chega a morrer.

EVITANDO-SE O SUPERQUECIMENTO
É importante verificar a temperatura do cabeçote durante o funcionamento do motor. O melhor método para fazê-lo é usando um medidor de temperatura. Existem vários modelos, como o da traxxas, por infravermelho, ou o da venom, interno. Como se tem esses medidores apresentam uma certa discrepância, recomenda-se que a temperatura lida esteja na faixa de 105º à 137º C. Caso você não disponha de um medidor desses, você pode utilizar água para medir a temperatura do cabeçote. Pingue uma gota d’água no topo do cabeçote. Caso ela evapore imediatamente, desligue o seu motor, pois ele estará trabalhando numa temperatuda além do recomendável. Caso ela demore de 3 a 5 segundos para evaporar, então o motor está funcionando dentro da faixa ideal de temperatura.

AMACIAMENTO

PRIMEIRO E SEGUNDO TANQUES DE COMBUSTÍVEL

PASSO 0:
Passe óleo no filtro de ar. e em seguida deve-se colocar os parafusos de alta (high speed), baixa (low speed), e ponto morto (idle speed) na configuração padrão a seguir. (Lembre-se, isto vale para o motor descrito neste artigo. Verifique no manual do seu motor a configuração padrão das agulhas)

ALTA VELOCIDADE: Para o parafuso de alta, feche ele ao máximo, com cuidado para não apertar demais. Feito isso, abra o parafuso, girando no sentido anti-horário, dando 2 1/2 (duas e meia) voltas.

BAIXA VELOCIDADE: Para o parafuso de baixa, aperte-o como o de alta, com muito cuidado para não apertar demais. Abrindo-o em 2 (duas) ou 2 1/2 (duas e meia) voltas.

PONTO-MORTO (idle speed): O parafuso de ponto-morto regula a abertura de entrada de ar no carburador. Gire o parafuso até que a abertura dentro da válvula fique em 0,8 mm. A velocidade em ponto-morto deverá ser reajustada depois que o motor estiver quente. A abertura pode variar de 0,8 mm até 1,6 mm. Lembre-se que quanto maior a abertura, maior a velocidade em ponto morto.

PASSO 1:
Feitas as regulagens padrão dos parafusos, para o procedimento de amaciamento, devemos deixar a mistura mais rica, como dito anteriormente. Para isso, abra o parafuso de alta, girando-o no sentido anti-horário, em 1/4 (um quarto) de volta, da posicão padrão definida no PASSO 0.

PASSO 2:
Ligue seu motor. Com o motor ligado, acelere e desacelere suavemente para aquecer o motor. Se o motor morrer quando da aceleração, então enriqueça a mistura girando o parafuso de alta em 1/8 (um oitavo) de volta no sentido anti-horário.

A velocidade de ponto-morto deve ser reajustada (vide PASSO 0) o mais rápido possível com o carro parado se para fazê-lo for necessário retirar o filtro de ar.

PASSO 3:
A configuração padrão do parafuso de alta velocidade irá variar um pouco para cada motor, mesmo que seja o Associated .15. Para saber se o seu motor está configurado corretamente você deve observar pelas seguintes características de performace (claro que quando o motor estiver aquecido):

– O motor irá acelerar vagarosamente a partir do ponto de partida, podendo até morrer caso o acelerador seja apertado muito rapidamente;

– Fumaça azul-esbranquiçada saindo pela pipa;

Quando o carro é acelerado ao máximo, o motor nunca vai ficar ’limpo’ (clean out), o barulho dele é como se estivesse engasgando. Quando o motor limpar, a aceleração e o giro aumentarão repentinamente e dramaticamente, como se o motor tivesse engatado a segunda marcha. A quantidade de fumaça diminuirá. Um motor ’limpo’ (cleaning out) é uma característica desejável quando o motor estiver totalmente amaciado.

Na medida em que o motor vai alcançando a temperatura normal de operação, ele aumentará o giro e a performace. Isso acontece porque a mistura de combustível está emagrecendo com o aumento da temperatura. Será necessário então enriquecer a mistura de combustível em 1/16 (um dezesseis avos) de volta (girando no sentido antihorario), ou mais, de modo que o motor continue a funcionar como dito anteriormente.

PASSO 4:
Quando o primeiro tanque estiver quase terminado, traga o carro e desligue o motor. Deixe o motor resfirar por 8 a 10 minutos antes de ligá-lo novamente. Em seguida, adicione mais combustível (segundo tanque) e ligue o motor. Após o término do segundo tanque, deixe-o resfriar novamente por 8 a 10 minutos.

TERCEIRO E QUARTO TANQUES DE COMBUSTÍVEL

PASSO 5:
Após o descanço pós-segundo tanque, encha o terceiro tanque e aperte o parafuso de alta, girando-o no sentido horário, em 1/8 (um oitavo) de volta, deixando assim a mistura mais magra. Ligue o motor. Repita esse PASSO 5 (cinco) para o quarto tanque.

Findo esses procedimentos, seu motor estará amaciado. Em seguida faça o ajuste do motor (tuning).

Acho que é isso pessoal, caso tenha algum termo que não esteja correto, agradeceria a participação de vocês.

Abração,
Lúcio Soares

Este artigo foi gentilmente cedido por Lúcio Soares ao RCMasters.
Lembramos que este é um dos métodos usados para o amaciamento de motores. Existem outros métodos onde o motor não é desligado até o sexto tanque, por exemplo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: