• Blog Stats

    • 290,242 hits
  • a

  • Meta

Introdução aos motores de combustão I

Parte I – A rodagem e a sua preparação. 2002-05-01 23:51:55 Por Sérgio Coelho Charrua

Vou neste e nos próximos artigos, tentar descrever como funcionam, os diversos tipos de motores, quais os elementos que os compõem, a instalação, a rodagem, a afinação e a sua manutenção.
Tentarei ser o mais simplístico possível, até porque trata-se de um tema muito delicado, e que nem toda a gente conhece ou tem conhecimentos dos termos mecânicos que possam ser utilizados.
De todas as maneiras, poderá parecer complicado no inicio, mas verá que com tempo e dedicação, são “bichinhos” bastante dóceis e de fácil aprendizagem. Nada como tentar :)

Nesta primeira fase, vamos falar da rodagem do motor. Um motor de combustão, qualquer que seja o seu tipo, cilindrada, tipo de combustível que usa, necessita sempre de ser rodado.
Aquelas histórias de que o motor já vem rodado de fábrica, que vem livre de limalhas e lixo por dentro é melhor esquecer!

O primeiro passo é desmontar por completo o motor: desaperte os parafusos da cabeça (geralmente são 4 ou 6, dependendo da marca e do motor) e os parafusos da tampa do carter. Com muito “jeitinho” retire a cabeça, e a tampa do carter.Há-de reparar que debaixo da cabeça (em alguns casos está na própria cabeça) existe uma peça metálica onde aperta a vela: é a câmara de combustão. Retire essa câmara de combustão do carter com cuidado, para não danificar as anilhas de compressão, que são feitas geralmente em cobre.

A seguir, vai encontrar um cilindro amarelado e por dentro o piston (e não “pistão” como já tenho visto por aí escrito! A palavra é francesa!). Rode a cabota do motor, de maneira a que o piston fique no fundo do carter (a esta posição se chama Ponto Morto Baixo ou Inferior – PMB). De seguida tente retirar a camisa, ou cilindro. Tente só com o dedo, se não conseguir, faça passar um abraçadeira de plástico pelo orifício da saída de escape do bloco do motor de forma a que passe de um lado ao outro do cilindro, e rode a cambota até o piston empurrar a camisa (não use nenhum objecto metálico para isso a risco de danificar o cilindro e o piston). Retire então o cilindro e coloque-o num pano limpo e branco. Agora há-de ver que o piston encontra-se completamente solto. Assim, com um dedo tente puxar a biela do pino da cambota, e retire com cuidado o piston e a biela (pelo orificio por onde retirou o cilindro, claro!) e coloque-o no pano. Retire agora a cambota, empurrando-a pelo veio para fora do carter. É simples e não corre o risco de danificar. Já agora, desaperte a porca de aperto do carburador e retire-o do carter. Fica assim com o motor totalmente desmontado.

Já que está neste ponto, lave a cambota, o motor, o cilindro, piston, biela e câmara de combustão com gazolina (da estação de serviço, sempre é mais barata) e um pincel. Pode utilizar uma lata velha e bem limpa, cheia de gazolina para lavar o motor. Tente não passar com o combustível nas pessas de borracha (o’rings, etc…). Insista bem nos rolamentos do carter e no cilindro para retirar qualquer particula metálica. Para secar, passe por um compressor de ar. É suficiente.Volto a insistir na limpeza de todos os componentes deste ponto: a lata, o pincel, o combustível. Não pode haver nenhuma impureza ou grão de areia ou metálico neles!

Depois de ter procedido à lavagem do motor, volte a montar tudo. Primeiro a cambota. Force bem a entrada dela nos rolamentos, até ficar bem encostada ao primeiro rolamento. Depois, encaixe o piton e biela. NOTA: na base da biela existe um pequeno orifício que tem de ficar do lado da cambota, ou seja, do lado de dentro do bloco.
Novamente com algum cuidado, coloque a camisa no bloco.Há-de reparar que no topo da camisa, há um pequeno corte, e que no topo do bloco, há uma pino minusculo. Tente enfiar o corte nesse pino. Assim, terá a certeza que o cilindro está bem colocado. Coloque um pouco de óleo dentro do carter e no cilindro(pode utilizar óleo para motores de 2 tempos ou um AfterRun oil que encontra nas lojas de modelismo).
De seguida coloque a tampa de carter, com as ranhuras ou chanfres virados para cima. Coloque as anilhas de compressão na câmara de compressão(se existir uma anilha prateada, coloque em primeiro lugar e depois as restantes). Encaixe a câmara no cilindro, de maneira a que os orifícios da câmara coincidem com os orifícios das roscas dos parafusos da cabeça.Agora aperte tudo, mas sempre em cruz, ou seja, não aperte um parafuso ao máximo, e depois outro,etc… Aperte um do parafusos até este aconchegar à cabeça, depois aperte o parafuso que está do lado oposto, e assim de seguida, até apertar todos os parafusos completamente. O mesmo se aplica á tampa do carter. Assim terá a certeza que a cabeça está colocada como deve de ser, sem estar a correr o risco de empenar o que quer que seja. Aproveite e coloque o carburador e aperte-o bem.

A Rodagem

A rodagem é talvez a altura de vida mais importante de um motor. Um motor de combustão, qualquer ele que seja, necessita de ser rodado para que as partes mecânicas possam se acamar correctamente para que tudo funcione na perfeição. Isto é válido, no caso dos nossos motores miniaturas, para a biela, o piston, a camisa, os rolamentos, e o pino da cambota.
Fazer a rodagem com o carro em andamento não é simples, requer muito cuidado para não acelerar demaisiado para além de demorar muito mais. Eu aconselho largamente que se faça a rodagem com o motor completamente livre, ou seja, sem o forçar. Pessoalmente costumo utilizar uma bancada de rodagem que eu próprio construi, onde coloco o motor, com o escape e um volante de embraiagem montado. Recordam-se das antigas ventoinhas eléctricas que se usavam nos automóveis, ligadas ao isqueiro, em vez do ar condicionado? Eu coloco uma ao lado do motor para este receber ao fresco. Antes de por o motor a funcionar, retire a vela, abra o carburador ao maximo e faça rodar o motor com o starter de maneira a que saia um “repuxo” de combustivel pelo orifício da vela. Assim teremos a certeza que o motor está mais do que lubrificado. Volte a colocar a vela no lugar, não apertando completamente. Tente agora meter o motor a funcionar. Logo que este funcione, aperte correctamente a vela. Abra (desaperte) 1/2 volta a agulha da alta do carburador e aperte 1/2 volta o parafuso do ralenti. Isto fará com que o motor trabalhe muito lubrificado (“gordo” como se costuma dizer na giria) e a um regime estável. Deixe funcionar assim 1 ou 2 depósitos. Tenha cuidado em não deixar acabar o combustível durante a rodagem.

Acabados estes 2 depósitos, acelere o motor a meio gaz (e não mais!) e mantenha essa rotação. Faça isto durante uns 5 depósitos. Tenha cuidado com a temperatura. Caso tenha um termómetro digital ou sonda térmica, não deixe o motor passar dos 55ºC. Caso necessário, abra mais 1/4 de volta a agulha da alta. Um truque que eu costumo utilizar para saber se a rodagem está a ser feita à temperatura correcta, é verificar se existe condensação na parede exterior do carburador (geralmente este é metálico). Se existe, é bom sinal.

Faça mais 3 depósitos, com o motor montado no carro, mas sem acelerar demasiado, apertando de cada vez 1/4 de volta a agulha da alta. Acabando este passo, terá um motor perfeitamente rodado, que terá, com algum cuidado claro, uma grande durabilidade. A título de exemplo tenho motores na garagem completamente de origem, e alguns deles são datados de 1996. Tenho aqui um Mega SX 15 de 96, de origem, com mais de 200 horas de uso e nunca me deu chatices. Esteve parado desde 1998 e a semana passada pegou logo à primeira. Tirando um rolamento que está um pouco barulhento, o motor está novinho e parece um relógio suiço! Sem falar da potência… Para a próxima farei um artigo sobre afinações… Até à vista!

Fonte: © eModelismo.com

About these ads

13 Respostas

  1. gostei bastante da sua materia, e bem interessante. gostaria que me desse umas dicas como fazer a rodagem de um Cen Matrix com motor nx 26 e que tipo de combustivel usar. sera que existe algum site que mostre como fazer nitro fuel em casa?

  2. OLá amigos, tenho um motor(não sei qual fabricante) minha duvida é de que lado fica um unico furo no piston, para o lado do escape ou para o outro lado?

    • fica para o lado do escape, normalmente tem auguma coisa marcando pra ficar na pozição perfeita..

  3. Boas se alguém me poder dar umas instruções de como afinar motores agradecia, pois sou novato nisto e ando a tentar perceber como se afina o motor para o melhor desempenho.
    Cps

  4. eu tenho um carro jato e ele nao quer dar mais a partida

  5. cara não consigo dar a partida no meu hummer h2… eu que o montei… mas até agora não conseguim andar. Me ajuda??!!!!!!

    • 1º verificar aquecedor de vela e a vela pra ver si ta ok;
      2º enxer a magueira de combustivel ate o carburador;
      3º coloque o quecedor na vela e puche o recol dando como fosse uns coice de leve;
      4º si não pegar , retirar a vela e puxar o recol pra dezinxarcar o motor;
      5º colocar a vela e fazer o procedimento 3º denovo.

  6. não e nada bom essa bosta

  7. Vocês tem manual ou livros (em português) que falam de modelismo? Se tem por favor me emprestem

  8. Desejo montar um modelismo de combustão, desde o início, digam-me onde encontrar o fornecedor. obrigado.
    obs: soube que havia uma revista que fornecia passo a passo e semanalmente, informe por favor.

  9. [...] Introdução aos motores de combustão I « Modelismo [...]

  10. tenho um subaru e nao consigo fazer pegar alguem me ajuda

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: